HeavymetalPT HAILS DIO - THE KING OF ROCK N ROLL!
RIP RJD RIP RJD

Festivais (Flyers)

Festivais

KIT 2013

 

 

PUB:

A forja

HWP

Iniciativas HeavymetalPT

HeavymetalPT
HeavymetalPT Fanzine

HeavymetalPT Myspace

HeavymetalPT Youtube Channel


Designed by:

Danton - Way of Destiny (Clássicos) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por r1ck   
Terça, 02 Junho 2009 05:20
danton-logo.gif
 
 
Estilo - Heavymetal germânico puro e duro
Classificação - 10 / 10
Ano - 1988 
 
danton-wayofdestiny.jpg
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tracklisting: 
 
1.Sandy
2.Don't Forget Me
3.Stalingrad
4.Knock, Knock
5.Straight in Your Heart
6.Take Me Home
7.Way of Destiny
8.Black, Red and Gold
 
Domingo de manhã depois de ter saído da praça onde mamei um coirato com pêlo com piri-piri e uma sagres preta vesti o jacket e fui para a horta do meu velhote ajudar a tirar as batatitas. Depois do meu amigo José Coragem ter-me dito para arranjar DANTON lá consegui e meti a rodar no carro com as portas todas abertas. Quando abri a primeira mini bem geladinha começa 'Sandy' um autêntico hino aos ACCEPT bem ao estilo de 'Fast as a Shark'. A verdade é que a voz, essa não engana, tratando-se de Peter Dirkschneider que é o irmão do patrão da fábrica alemã de heavymetal Udo Dirkschneider. 'Don't Forget Me' começa com aqueles riffs que levantam arenas como se os touros fizessem headbanging no cú dos forcados desgraçados.
 
O album segue muita a linha Accept, cheio de tappings a disparar em todas as direcções, grandes galupadas de baixo e uma bateria super cavernosa á 'Defenders of the Faith'. Mas é com 'Way Of Destiny' que estes tipos se sobressaem, uma autêntica lição de heavymetal que devia sair nos livros da primária para os miúdos aprenderem o que é bom desde pequenitos. 3 minutos de pura classe, um autêntico hino ao heavymetal germânico, puro e duro no seu melhor, bateria infernal, inxada guitar, voz completamente vinda da praça com um bagaço em cima, letra completamente básica e feeling , muito feeling! Neste momento as batatas já tinha ido todas pelos ares e a geleia das mines já estava a esvaziar. O album acaba com uma balada á maneira de 'Sweet Little Child' e 'Im The Darkness' de UDO a solo. Grande momento 'Black, Red and Gold' tem um feeling do caraças a mete os pêlos do cú em sentido, esta até o meu pai gostou , lembrando os tempos em que era ferreiro onde a vida era extremamente difícil e tinha de bater na bigorna para ganhar o dia. Estas músicas são uma lição de vida e acreditem que quem vibra com estas músicas está no caminho certo para um dia mais tarde encontrar o Chris Boltendahl, Udo Dirkschneider e Andreas Babuschkin nas cavernas germânicas.

Um clássico!
Ricardo Santos aka HeavymetalPT 
 

Valid XHTML and CSS.